Ex-noivo processa ganhadora de loteria por se desfazer de presentes

Segundo o homem, ex-noiva se desfez de seus bens enquanto ele estava preso

A norte-americana Marie Holmes, que ganhou o prêmio principal da Powerball em 2015, está sendo processada por seu ex-noivo, Lamarr McDow. Ele alega que a mulher se desfez de mais de US$ 1 milhão em propriedades que foram dadas a ele como presentes.

 

Entre outras coisas, McDow afirma que Holmes deu seus carros, joias e roupas. Segundo seus cálculos, a soma dos valores das propriedades chega a US$ 1,4 milhão, cerca de R$ 7,58 milhões nos dias de hoje. 

 

Na época em que venceu na Powerball, principal loteria dos Estados Unidos, Holmes optou por receber um único pagamento e, após o desconto de impostos, recebeu o valor total de US$ 88 milhões - o que gira em torno de R$ 476 milhões atualmente.

 

Com o dinheiro em mãos, a mulher comprou uma casa no valor de US$ 250 mil, para onde se mudou com McDow, com quem estava junto desde 2012. O casal teve dois filhos durante o relacionamento.

 

Entre os anos de 2015 e 2016, a ganhadora da Powerball gastou boa parte do dinheiro com seu namorado. No processo que ele está movendo, estão descritos alguns destes gastos. Entre eles, US$ 250 mil em um Chevrolet Stingray, mais de US$ 100 mil em roupas e jóias e outros US$ 600 mil em um negócio de restauração automotiva.

 

Mesmo que as propriedades como o carro e a empresa estejam no nome de Holmes, McDow afirma que foram comprados para ele. "Houve testemunhas, incluindo os detentores do título, que estavam presentes quando Sra. Holmes cedeu sua propriedade e controle dos veículos comprados", diz o processo.

 

Acontece que, em janeiro de 2016, McDow estava se preparando para passar sete anos na prisão após ter sido condenado por acusações de tráfico de drogas feitas contra ele em 2014. Ele, então, autorizou a mulher a ter o controle de seus bens durante o encarceramento.

 

Em agosto de 2017, o casal terminou a relação e o contato entre eles foi ficando cada vez menos frequente. Algum tempo depois, McDow descobriu a mulher já estava em outro relacionamento.

 

De acordo com o processo, nos meses seguintes, o homem descobriu que Holmes havia dado suas roupas, vendido sua propriedade e fechado seu negócio. Por estas razões, ele decidiu processar a ex-noiva. 

 

Na Justiça, McDow pede indenização pelos bens dos quais ele diz ser o proprietário e outras indenizações punitivas a Holmes. A previsão é que ele saia da cadeia em 2023.